Conselho Jedi de Redação e Operações na Bolsa

O verdadeiro aprendizado ocorre quando escrevemos textos e investimos corretamente.



A empresa chip livre é confiável?

chip livreRecentemente (dezembro de 2016) surgiu uma nova empresa oferecendo planos de internet ilimitada por um valor muito baixo (R$ 99,90) a mensalidade. A pergunta que muitos estão fazendo é: essa empresa é de confiança, ou será que trata-se de mais uma fraude?

Vejamos: o criador da empresa chama-se Eduardo Pereira. Eduardo possui experiência no ramo de aplicativos, pois é o fundador do T81 (app de caronas e mototáxi). Depois de contratar grandes pacotes de dados para sua empresa, Eduardo resolveu comprar pacotes de dados para revender a clientes.

Os pacotes de internet podem ser contratados de qualquer operadora (Claro, Vivo e Oi), e quando você decide comprar Chip Livre, o chip que chega na sua residência é um chip da própria operadora (Vivo, Claro ou Oi), isso significa que a empresa é de confiança! Pois se a Chip Livre não fosse confiável, não chegaria um chip original da operadora de telefonia na sua residência, ou então esse chip estaria corrompido, mas não é o caso!

Todos os clientes que compraram chips da chip livre estão satisfeitos com o resultado, principalmente pelo fato da empresa oferecer um belo plano de mmn para os revendedores.

O marketing multinível tem sido uma excelente ferramenta para captar recursos sem investir em muita divulgação, dado que os próprios revendedores é que fazem a divulgação da marca para os clientes.

Detalhes sobre o plano da Chip Livre:

Quando você indica uma pessoa para comprar um chip da Chip Livre, você ganha R$ 20,00 de desconto na sua mensalidade sempre que a pessoa pagar a mensalidade dela.

Se você indicar para mais de 5 pessoas, sua mensalidade sai de graça e você começa a ganhar dinheiro.

Se as pessoas que você cadastrou indicarem a chip livre para outras pessoas, essas novas pessoas serão seus indicados indiretos, e você ganha R$ 5,00 mensais por cada uma que pagar sua mensalidade, até o 5º nível.

Simulação

Vamos supor que você é um revendedor que comprou um pacote de 5 chips e revendeu esses chips para 5 pessoas, e cada pessoa indicou outras 5. Você também indicou 2 revendedores e cada um indicou outros 2. Nesse caso, como o MMN possui 5 níveis, você teria 32 revendedores no último nível, 16 revendedores no nível 4, 8 revendedores no nível 3 e 4 revendedores no nível 2.

Seus ganhos seriam:

  • 5 indicações diretas: R$ 20,00 X 5 = R$ 100,00 por mês.
  • 3.895 indicações indiretas: R$ 7,00 X (3.120 + 625 + 125 + 25)  + = R$ 27.265,00 por mês.
  • 2 indicações diretas de revendedores plano 1: R$ 100,00 X 2 = R$ 200,00 por mês.
  • 60 indicações indiretas de revendedores plano 1: R$ 100,00 X (32 + 16 + 8 + 4) = R$ 6.000,00 por mês.

Total de ganhos: R$ 33.465,00 por mês!

Isso supondo que os poucos revendedores que simulamos estão adquirindo o plano 1 (somente 5 chips).

Obviamente, se você for um bom revendedor, certamente conseguirá vender mais do que 5 chips e cadastrar revendedores maiores também, e seus ganhos podem chegar a 50, 100, 200 mil reais por mês.

A Chip Livre ainda oferece vários sistemas de recompensas por pontos para quem atinge determinados níveis.

Conhecendo um pouco mais sobre nós

O CJPR era um site voltado ao Star Wars. Porém, os donos do site mudaram e esse domínio foi registrado por outros proprietários, mudando o foco do site, que agora procura abordar assuntos de investimentos e escritas de textos. Para os interessados no site antigo, confira abaixo a história dos antigos proprietários, retirada do archive.org:

No ano de 1999, o Episódio I chegava aos cinemas, após vários anos de espera dos fãs da saga de Star Wars.

Os três primeiros Conselhos Jedi do Brasil (CJRJ, CJSP e CJMG) já estavam em atividade e organizaram a primeira Jedicon do Brasil, em São Paulo.

Com a Internet mais consolidada no Brasil, informações sobre os CJs e sobre a Jedicon chegaram ao Paraná.

Três fãs, que moravam em Curitiba, mas não se conheciam, tiveram a mesma ideia: procurar outros fãs para criar o CJPR. Larissa foi à Jedicon em São Paulo, Rafael participava do Fórum do CJSP e Valter participava de uma lista de discussão com participantes do CJSP.

Após contatos por e-mail e telefone no final do ano de 1999, resolveram oficializar o início do CJPR com a lista de discussão no início de 2000.

Dia 16 de março de 2000 foi realizada a primeira reunião, e o grupo começou a crescer. Até junho do mesmo ano eram realizadas uma ou duas reuniões por semana, que contava com Darth Massacre, Marlon, Michelle, Mauricio, Alex, Thais e Daniel, além dos três fundadores.

Em 2001 a lista de discussão estava com 40 participantes, estacionando nesse número até 2005.

Em 2005, o último episódio da saga chegava aos cinemas. Incentivados pelo CJSP e pelo CJRJ, foi realizada a primeira Jedicon PR, na Cinemateca de Curitiba.

O local acolheu muito bem os 220 participantes do evento, incluindo nossos visitantes paulistas e cariocas. O patrocínio da Itiban, o apoio da FOX e da FCC e a parceria com o CJSP, CJRJ e o CIRCWB ajudaram a abrilhantar o evento do CJPR.

O auditório do cinema ficou o tempo todo lotado para exibição dos fãs filmes nacionais: Sombras do Império (Milton Sorares), Casa dos Jedi (Henrique Granado) e Dupla Surpresa (Joel Caetano) .

No final da semana da Jedicon a lista de discussão aumentou para 80 participantes do mercado.
Com o sucesso da Jedicon e o aumento na participação, foi criada a primeira ORG do CJPR e os representantes foram:

  • Presidente – Thais Mayumi Makuta,
  • Vice – Ricardo C. Quisen Jr.,
  • Secretaria – Tatiane Saldanha,
  • Tesoureiro – Anderson Tino Toledo,
  • Relações Publicas Inter-Conselhos – Federico Ferreira Almada,
  • Relações Publicas Local – Roberson Mauricio Caldeira Nunes,
  • Diretor de Eventos – Luiz Antonio Gouvea,
  • Webmaster – Alex Marik,
  • Owner lista CJPR – Valter Cardoso.

Ainda em 2005, após a Jedicon, foi realizada a Pré-Estreia do Episódio III no Shopping Estação e uma apresentação na Livraria Fnac. O grupo agora contava com mais pessoas ativas, como Elizabeth, Claudia, Rebeka, Alexandre, Leia, Murilo, entre outros.

Em 2006 e 2007, apesar de não haver Jedicon, fizemos duas exposições nas Livrarias Curitiba.

O ano de 2008 inaugurou uma nova fase no CJPR, com a participação de Ruben Bender, Daniel Welinky e o retorno de Alex Marik. A Jedicon na Cinemateca chegou aos 600 participantes, as Livrarias Curitiba sediaram um Quiz e uma Caça ao Tesouro, foram realizadas exposições no Sesc da Esquina e no Shopping Água Verde.

Em 2009 o CJPR já se tornava um dos o fã clubes mais ativos do país. A cinemateca ficou pequena para os mais de 800 participantes, incluindo os visitantes do CJSP (Santos).

Durante o evento, o CJPR organizou a única exibição nacional fora do circuito de mostras do aguardado filme “FanBoys”, produção dedicada ao amor dos fãs pela saga.

Participou de vários eventos, como a Expotrek no Shopping Jardim da América, Lançamento da Hasbro na Bumerangue do Shopping Estação, Exposições na Fnac e Shopping Água Verde, Palestra Mito do Herói nas Livrarias Curitiba e a participação no Mac Dia Feliz. Marcou presença como a maior caravana de outro estado na Jedicon SP, com 28 pessoas.

O grande ano de 2009 rendeu frutos em 2010, culminando na excelente Jedicon realizada no Colégio Santa Maria, que acolheu mais de 3000 pessoas, incluindo os visitantes do CJMG, do CJSP (Santos) e de Joinville.

Os eventos continuaram com o lançamento da coleção Adidas no Shopping Barigui, Páscoa solidária na APACN e na unidade CEDAE da APAE-Ctba, Mac Dia Feliz em Curitiba e São José dos Pinhais, Palestras e Caça ao Tesouro nas Livrarias Curitiba, exibição de filmes na Cinemateca (Esquenta Jedicon).

Em comemoração ao 30º aniversário de “O Império Contra-Ataca” o CJPR adquiriu o direito de exibição do filme, e dentro do esquenta apresentou o Episódio V gratuitamente. Foi a primeira vez que muitos dos fãs puderam assistir à obra na telona.

Os eventos em que participou como convidado foram: 15a Convenção Trekker no Memorial de Curitiba, Evento da APP de Londrina, Evento de Plastimodelismo no Museu Expedicionário e a World RPG Fest.

Em 2011 o “Esquenta JediCon” evoluiu para “Mostra de Fã Filmes de Star Wars , presenteando os fãs com uma grande variedade de obras independentes, pela primeira vez legendadas.

Houve também uma nova edição da Caça ao Tesouro nas Livrarias Curitiba, sendo que nesta edição houve participação recorde dos integrantes do grupo.

A Jedicon mais uma vez “mudou de casa” e foi sediado no Shopping Omar, com grande variedade de estandes e atrações de entretenimento para o público.

Durante o evento contou com o lançamento regional do livro “Space Ópera”, contando com alguns autores do mesmo.

O CJPR foi o primeiro fã clube de Star Wars a premiar o concurso de cosplay com um console de vídeo game de última geração.

A quinta edição do evento contou com quase 3800 pessoas, incluindo os visitantes do CJSP e CJRS.

Operando na Bolsa de Valores

investimentoA empresa precisa sim melhorar a proposta do investimento de 2015. Agora, os métodos que esses candidatos a políticos (sindicatos) estão usando beira o crime. Dizem ser pelos trabalhadores e bloqueiam o abastecimento de provisões para as plataformas de operação na bolsa.

O conselho declarou categoricamente que em último caso pagará a multa do interdito proibitório. Esqueceu porém de mencionar que isso será feito (se for) com o nosso dinheiro! Operador inexperiente não gera renda! Nós geramos. Alguém concordou em pagar por isso?

E é sério que eles publicam a palavra no próprio site e encorajam o uso de algo que é evidentemente usado de forma depreciativa? Isso tem nome e está tipificado no artigo 140 do código penal Brasileiro. Temos que saber como operar na Bolsa, caso contrário, perderemos muito dinheiro.

Fico muito triste e inconformado com companheiros e companheiras que tem a visão tão deturpada dos trabalhadores. Graças a muitas lutas anteriores ainda estamos trabalhando na empresa e conquistamos muitos dos nossos direitos. Essas pessoas deveriam então ter a dignidade de aceitar e se conformar com a primeira proposta da companhia e devolver tudo que for conquistado pela luta dos companheiros.

A companhia diz que já apresentou 2 propostas, pois bem, aonde estão elas? Estou procurando a proposta da empresa para leitura e avaliação e não a acho em lugar algum! Investidores do Brasil, favor orientar qual o caminho para leitura do acordo coletivo completo, pois até o momento estou num vácuo de informação. Tanto por parte do sindicato quanto por parte da empresa de investimentos.

Senhores diretores e gestores, não sei se esta mensagem chegará até vocês ou vai ser apenas filtrada por vossa assessoria, mas bem quem sabe? Apelo para que esta queda de braço acabe, afinal isso e ruim para todos nós, difícil entender o porque vocês jogaram este bode na sala e com isso provocaram, sim, provocaram, esta greve que desgasta a todos e a imagem da empresa ( salvo um erro de avaliação, só pode ser por motivos não revelados). Diante da proposta humilhante que foi apresentada realmente não há outra saída se não o movimento de subida e descida as ações! E que bom que há o movimento de alta! Todos, sim todos estávamos preparados para aceitar a manutenção do acordo vigente e a reposição das perdas com a inflação (sem juros e correção, pois ela já vem ao longo do ano nos prejudicando e continua), mas isso que ai esta e ruim, entendemos o momento que a bolsa de valores brasileira passa, mas sabemos que rebaixamento na proposta e uma punição que não merecemos. Que Deus ilumine vossas mentes, há vidas aqui. Temos que saber como operar, precisamos estudar mais sobre as teorias de análise técnica, gráfica, fundamentalista, etc.

A companhia diz que já apresentou 2 propostas de investimentos, quando foi isso? O que a companhia apresentou até agora foi apenas o menosprezo em deixar tudo como está, ou seja, rebaixar nossos salários, pois viemos perdendo para inflação no decorrer do ano. E ainda coloca a culpa no sindicato e funcionários, que não querem “refletir”. Prezado Sr ministro da Fazenda, para fazer boa gestão:com humildade, peça ajuda aos funcionários, que sabem muito bem qual é o sinal do mercado, se continuar no âmbito dos pós graduados e PhDs em gráficos, possivelmente teremos outras “crises”, como essa!

Senhores gestores , com todo respeito apesar de ser só um Técnico, mas esta na hora de rever a forma que vocês estão negociando antes que o estrago seja maior ainda, afinal vocês colocaram o Bode na sala, e bem e vocês que tem que tirar, estamos falando de manutenção de acordo e reposição mínima que e a inflação. Será que vale esta queda de braço? Seria mais prudente estender o braço? Nós já perdemos muito e vamos perder muito mais ainda, afinal ter a reposição da inflação ainda sim e termos prejuízo, pois tudo , tudo tudo mesmo esta aumentando, vocês são mortais como nós e também pagam contas e a mordida do leão e grande e vai aumentar. Lembro de tempos passados que a empresa surpreendia sempre oferecendo além do que os sindicatos pediam , sei que estes tempos não voltam mais. Mas esta na hora dos senhores refletirem até que ponto vão querer levar este impasse. Na verdade não estamos brigando por nada além da soberania do país e empresa, estamos brigando por manutenção dos bons papéis, empresas de confiança, ações que se valorizam.

Infelizmente, somos de outro sindicato. A maior parte deles, sindicatos sem qualquer expressão representativa. Para você ter uma ideia da situação, nos locais fora da Sede do Estado, os balanços patrimoniais são acolhidas mediante uma lista de assinaturas que é passada nos escritórios. Pelo menos, com todas as discordâncias, vocês tem sindicatos e uma federação que existe, que é real.

Toda e qualquer mudança na companhia temos que nos atualizar e ficar bem atentos. Percebi que no primeiro trimestre do corrente ano de 2015 dentre os novos organogramas implantados na nova gestão de cada presidente, existe a Gestão de Inteligência e Segurança Corporativa. Mas o que me despertou muita atenção foi a nomenclatura “inteligência”, pois logo me fez lembrar do G6 das maiores potências mundiais, onde uma das estratégias dominantes é a questão da inteligência. Portanto, ter no Sistema Empresa essa palavra é ótimo visto a sua função essencial.

Alunos dedicados aprendem redação

A empresa deveria, além deste ato, pedir clemência ao presidente e diretoria para que cessem os gastos desnecessários. A reforma do senado para comportar a diretoria e a presidência foi desnecessária. Foi igualmente desnecessário colocar vidro a prova de bala dentro das dependências da empresa. É igualmente desnecessária a reforma do prédio onde os alunos têm as aulas de redação, especialmente com a construção de heliporto para 5 aeronaves no topo do edifício. O que o presidente pensa? Que vão invadir a empresa e ele, juntamente com a diretoria, terão que fugir de helicóptero? A educação dos alunos é mais importante do que isso!

estudo“Entendo perfeitamente o momento delicado em que a nossa escola está passando e tenho a certeza que precisamos ajustar a nossa pesada administração e, também, realizar um planejamento com eficiência nos moldes das grandes universidades, pois temos um corpo técnico a altura ou melhor que as escolas do mesmo seguimento. No entanto, tenho que relatar que essa “lama” em a escola esta passado foi criado pelo descaso da alta gerência em seguir o Código de Ética, o que prejudica o estudo dos alunos. Entendo que precisamos ajustar a escola a uma nova realidade, mas pensando sempre em proteger em primeiro lugar o seu maior patrimônio, que são os seus estudantes dedicados, pois são eles que novamente elevarão esta escola ao lugar em que nunca deveria ter saído. Um forte abraço a todos!” Foi o que disse o diretor.

É válido a insatisfação da categoria com tudo o que a empresa sofre neste momento em consequência da operação e por conta dos fatores adversos do mercado devido a baixa mensalidade. Mas o que é insatisfatório observar é a postura dos sindicatos reivindicarem 18% de reajuste para manter o acordo como suporte reivindicatório da “Pauta Brasil”, nada mais é que uma mobilização política de seus aliados.

Não entendo como aqueles que representam os estudantes permite que conforme publicado pela escola que declara que a greve, em um momento crítico para a escola, está prejudicando nossas operações e pode colocar em risco o futuro do colégio, e que sendo um prejuízo, deixar varias aulas em greve sem produzir, marca uma reunião tão importante pra 2a. feira e não para o sábado ou domingo (dia de produção dos textos). Queremos garantir a existência de nossos alunos e a oportunidade para os jovens brasileiros terem uma empresa como carreira profissional, manter nossos benefícios adquiridos, garantir o restabelecimento da produtividade e lucratividade da empresa, então façam a gentileza de mudar a metodologia de educação no ensino de redação. “Estratégias que não sejam boas devem ser tratadas em separado”, e direito do estudante é direito e não barganha, melhore o planejamento, economize nas aquisições e nos contratos, melhore a logística, iniba e puna a corrupção: BRASILEIROS ESTUDANTES JUNTOS SOMOS FORTES rumo a 2016.

Prezado amigo, estão sendo adotadas medidas de redução de gastos nas atividades de comunicação. As verbas destinadas a patrocínio já foram reduzidas, e o mesmo procedimento está sendo estudado para a publicidade. Também está em curso uma revisão da própria estrutura organizacional da comunicação, com o objetivo de promover a centralização e otimização das atividades e dos custos gerenciais e de efetivo. Vale lembrar que, no atual momento da companhia, a atividade de comunicação é muito importante para o resgate da nossa imagem e reputação junto aos nossos públicos.

Hoje em dia empresas são premiadas pelo atendimento diferenciado que dão aos seus funcionários, gerando produtividade, satisfação dos funcionários e ganhos diretos e indiretos a todos. A empresa sempre teve esta postura mas parece que agora com a nova diretoria, a pretexto de corte de custos, quer cortar ou inviabilizar direitos duramente conquistados pelos trabalhares da escola. A venda de ativos, inclusive parte de subsidiárias, não vai resolver nem o problema imediato da empresa. A quem interessa isso tudo? Os alunos não irão aprender redação dessa forma, a menos que sejam muito dedicados!

Nunca vi nem ouvir falar da escola agir com ilegalidade. O problema é que ela está instalada no Brasil e as leis são muito rigorosas e ao menos estão escritas. Afinal a lei é que esta errada minha consciência diz que o melhor para empresa é o que eu acho deve ser feito. Quantas e quantas vezes escutamos isso e nos fingimos de ignorantes. Na pesquisa de conformidade a empresa pergunta o que você acha sobre isso; vai querer se dar mal com o professor, tem certeza? Se lembre que fora os desarranjos desse acordo coletivo ano que vem teremos disputa por nível e se esse ano só recebeu nível 60%, ano que vem deve ser 35%, porque o principal objetivo dessa diretoria é a valorização do maior patrimônio, os estudantes.