Não é porque é feito na web que tem que ser feito de qualquer jeito.

18/10/2017

Você Está Lendo? Uma Destas Coisas vai Acontecer com você


 

Olá Olá Oláááá. Tudo bom com vocês? Espero que sim.

Bom, vocês já sentiram como se estivessem vivendo um dejavú? Como se já tivesse presenciado algo e isso volta a se repetir diversas outras vezes? Eu me sinto dessa forma em milhares de ocasiões, as vezes nem sei dizer se já vivi aquilo ou se foi apenas um sonho, mas o que venho a dizer hoje é sobre aqueles momentos quando estamos lendo e sempre tem um acontecimento que se repetirá, independentemente de quem você seja ou sua situação, algo que parece que está predestinado a acontecer e que as vezes nem ao menos reparamos em quantas vezes já ocorreu.

  • ·         E na melhor parte... Alguém aparece.

Creio que não sou a única que sente vontade de matar alguém, ou melhor ainda, de fazer um buraco e sumir, para ver se dessa forma acha paz para ler.

  • ·         E você está lendo hot... Alguém aparece.

Esse com certeza é uma das piores partes, porque sério, imagina que esteja lendo no celular ou no computador e quando aparece alguém você tem que esconder sem levantar suspeita, afinal, não quer que alguém peça para ler, não é mesmo? Isso sem levar em conta o susto que você acaba levando, algo que impossibilita você de pensar rápido e isso pode ser sua morte – não literalmente, mas deu para entender né.

  • ·         E está no clímax.... Alguém aparece mandando trabalhar.
Esse acontecimento é muito a cara da minha mãe, sério, ela simplesmente tem um dom em me atrapalhar na melhor parte da história, principalmente naqueles momentos em que você vai descobrir um mega segredo ou se os mocinhos vão ficar juntos no final, no fim acaba gerando brigas com a pessoa que atrapalha, afinal, tem algo mais cruel que ter que esperar para saber o final?

  • ·         E você está lendo no celular... E acaba a bateria.
Esse é um daqueles acontecimentos que você se pergunta para onde foi sua sorte – se é que um dia você teve isso, no meu caso ela ficou na barriga da minha mãe – e em como a vida pode te pregar uma peça dessas, afinal, como ter tanta falta de sorte assim? No meu caso é algo normal, já que meu celular não tem uma bateria nada legal, mas percebe - se que quando acaba a bateria na maioria das vezes é quando mais se precisa dela – como para terminar de ler a história que você virou a noite lendo – e isso não ocorre apenas com o celular, quando está lendo no computador e acaba a energia ou até mesmo quando está lendo o livro e do nada fica tudo um breu e seu celular está sem bateria para a lanterna – se você acha que isso é impossível ou uma maré de azar, prazer, bem-vindo ao meu mundo. 

Bem, esses foram apenas alguns exemplos de coisas que podem acontecer e todos ocorreram já comigo – não tenho muita paz quando estou lendo e nas raras ocasiões que tenho dá para perceber que algo sempre acontece né. Espero que tenham gostado e que compartilhe comigo aquele acontecimento que sempre ocorre quando você tira seu tempo de leitura.

Beijos.
Até.


17/10/2017

#AyllaTodoDia - Mundo Castle



Olá maníacos. Tudo bom com vocês amadinhos? 
Dessa vez, estou saindo um pouco da minha área de conhecimento,isto é, pela primeira vez, estarei escrevendo uma resenha de série. Isso mesmo, também estou chocada galera. Eu nunca havia assistido uma série completa, jamais, e dessa vez consegui tal coisa. Bom, vamos para o que interessa, isto é, Castle <3



Conheça Richard Castle: ele é um bem sucedido escritor de histórias de investigação que acabou de matar o protagonista de seus livros. Mas parece que um fã gostou demais de seus livros, e começa a cometer assassinatos exatamente como aqueles que acontecem nos livros de Castle. Depois de ser interrogado pela polícia, Richard se junta a Detetive Kate Beckett para solucionar esse caso. Os dois se tornam parceiros e começam a investigar outros crimes cometidos em Nova York, ao lado dos experientes detetives Javier Esposito, Kevin Ryan e Capitão Roy Montgomery.  


Castle é uma série que  iniciou em 9 de março de 2009, contendo 8 temporadas, 173 episódios, cada qual com episódios de aproximadamente 43 minutos e logo se tornou uma febre, até que foi cancelada em 2016.

Quando você tenta acreditar que aquilo é só um sonho kkkk
Toda trama começa com Castle, que é um escritor de histórias policiais, um mulherengo apaixonado por duas coisas; mistério e mulheres. Castle é  o tipo de homem preso em um corpo adulto, mas com alma de uma criança. Sim, ele é bem infantil as vezes (quase sempre pra ser mais exata). Enfim, a vida de Castle dá uma reviravolta quando ele é  acusada de assassinato (sim, quem é o louco de o acusar  disso?).

Castle ou Rick como ele é regularmente chamado, escreve histórias policiais, no qual sempre existe assassinato, então, uma pessoa decidi usar o modelo de como ele mata seus personagens, para começar a matar na vida real. E é a partir desse momento que sua vida cruza com Kate Beckett (clichê, eu sei).

 

Katherine Beckett, ou Kate como é mais conhecida, é detetive no distrito 12° da cidade de Nova York. Sendo uma detetive dedicada e com um currículo exemplar, Kate tem um futuro brilhante, se ela conseguir sobreviver a conviver com Castle pelo tempo que durar o caso. Eu sei, vocês não entenderam né? Enfim, Castle acaba comprovando que é inocente (o que veio a chatear bastante Kate, que estava louca para o ver atrás das grades, sim, ela definitivamente não foi com a cara dele, não que ele ligue para isso) e graças a experiência dele com mistério e o fato de ser os livros dele que está ajudando um assassino, Rick acaba conseguindo ficar no caso e nos outros 173 casos aproximadamente que veio a ter (sim, ele é uma graça não é mesmo?). Algo notável sobre nossa querida detetive (sim, sou toda intimidade com ela, afinal,é uma amiga minha - em meus sonhos, obviamente), é que ao longo das 8° temporadas, podemos ver uma mudança em seu visual (uma verdadeira camaleão) e a cada episódio aparece mais linda do que nunca <3



Bem, é claro que Kate não trabalha sozinha e junto com ela temos nossos fieis escudeiros; Esposito e Ryan.

Javier Esposito é outro detetive do departamento de policia de Nova York. Sendo um solteiro convicto, e que ama as mulheres (lembrando um certo escritor metido a detetive), ele faz seu trabalho com amor e dedicação, estando sempre pronto para ajudar seu amigo e parceiro Kevin Ryan. Detetive Ryan é o oposto de Esposito, é completamente concentrado e sonha em se casar e ter filhos. Juntos, eles lutam para solucionar os casos, e dar uma resposta as famílias. Não podemos nos esquecer de Lanie Parish, que é  a médica legista e melhor amiga de Kate. 

E também há as duas mulheres mais importantes na vida de Castle; Sua mãe, Martha Rodgers e sua filha, Alexis Castle. Martha é uma figura, auto estima e super gente boa, porém, é o tipo de mãe capaz de traumatizar um filho (por isso que Rick é assim hahaha). Já Alexis é uma pessoa M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A, é impossível não se apaixonar por ela, tendo um enorme carisma, vivacidade e com uma atuação muito boa, podemos ver que ao longo da trama ela vai evoluindo e por muitas vezes conseguimos nos ver nela, nossa infância, adolescência e juventude, conseguimos lembrar como é difícil passar de uma fase para outra, mas com as dicas e conselhos das pessoas que amamos,isso se torna menos assustador e ao longo dos vários episódios, vemos como a nossa (sim, nossa, minha e sua) Alexis cresceu, como amadureceu e aprendeu, isso sem deixar de ser a mesma pessoa.  

Bom, antes de mais nada, devo falar que a assisti a série em 2 semanas, então, devem compreender que no fim, parecia um zumbi, não é mesmo? Em minha opinião, essa é uma série maravilhosa, com atores muitos bons, as vezes meio clichê, mas daquela forma que mesmo sendo uma coisa meio batida, ainda parece algo totalmente novo. A trama toda é envolta das resolução dos assassinatos, e de certa forma segue um script.

Como assim Tia Aylla?


Na primeira temporada, os episódios começavam com o assassinato acontecendo (eu quase me borrava toda. #MedrosaOn),  já na segunda, o inicio era com o Castle em sua casa, normalmente era algum bate papo entre ele, Alexis e Martha, algo bem cotidiano e que mostrasse uma interação pai/filho, filha/neta e avó/mãe, em seguida Castle recebia uma chamada (das divas das detetives, e quem disse Kate acertou) e você sabia que era um novo caso. Ao longo das 8 temporadas, você vai perceber alguns detalhes como esse, e você vai estar em tamanha sintonia com a série, que vai saber até a hora exata que realmente saberemos quem é o assassino. Algo muito legal de Castle, é que durante a investigação, havia uma chance de 99% dos detetives terem tido contado com o assassino enquanto investigava, e isso é muito divertido, porque você irá apostar em tal pessoa - e eu sempre errava - e descobrir quem não era ela.

Enquanto assistia, imaginei resenhar cada temporada, mas vamos combinar que seria trabalho demais, por isso preferi uma só resenha (infelizmente, você começa a esquecer detalhes que antes era super importante).

Ao longo das temporadas, o maior mistério (que começa na primeira e vai até a ultima) é sobre o assassinato da mãe de Kate, e muitos episódios gira em torno disso, algo perigoso e surpreendente (fiquei chocada ao saber de tudo). As duas primeiras temporadas para mim foi as melhores, na terceira e quarta eu senti que estava tudo muito batido já, parece que eu havia aprendido a formula e então aquilo deixou de ser tão interessante, mas então eu persisti e acabei amando a quinta temporada. A sexta, sétima e oitava temporadas também são muitos boas, são cheias de reviravoltas, mistérios (algo que tem muito nesta série) e personagens novos (#SuperAmo).

Algo que me entristeceu é que a Lanie Parish (Médica Legista) passa a não ter  participação  em muitos episódios, o motivo só eles sabem, mas isso é bem triste, pois mesmo não sendo a principal, ela se tornou querida <3. Outra situação, foi o final. Não, antes que vocês pensem que foi uma merda, posso dizer que não é isso, é que ao longo do tempo que você assisti algo, você cria expectativas, imagina o fim de mil maneiras, e o que aconteceu não foi bem o que eu imaginava. Se foi ruim? Não. Se estava ótimo? Não. Se podia ser melhor? Com certeza, mas eu consigo entender que naquele momento foi aquilo que eles puderam fazer, e fico feliz por ter ao menos ter tido um fim, e não terem simplesmente parado.

Bem, creio que é isso pessoal. O que tenho a dizer é: Assistam quem não assistiu e quem já assistiu converse comigo sobre, porque sério, estou muito triste de não ter uma alma para falar sobre a série.

Beijos, abraços e lágrimas (afinal, acabou se uma série maravilhosa).



16/10/2017

Você Já Leu Esse Livro?




Olá. Olá. Oláááá pessoal. 


Ao longo de seis anos estudei na mesma escola, com as mesmas pessoas, mesmos professores e principalmente a mesma bibliotecária – coitadinha já estava cansada de ver minha cara – e ao longo desses anos peguei diversos livros para ler – nãooo, imagina eu iria pegar para comer né, se bem que tem gente que fala que eu devoro os livros – e por isso decidi trazer um post de curiosidades com os livros que já reli. 


Antes de falar do livro, apenas quero lembrar que não sou nenhuma louca – pelo menos não 24 horas por dia – e que sempre tomo meus remédios direitinho kkk’

·         
        Saga Crepúsculo.



Então né, esse livro tinha que aparecer aqui, afinal, é meu vício particular. Comecei a ler crepúsculo no começo do ano de 2011 e desde então nunca mais parei.

Crepúsculo: Já o li aproximadamente 25 vezes – não bato bem. - Sorry eu não consegui ler nenhuma e você leu 25? sim você não bate bem mesmo # Gre-

Lua Nova: Esse daqui é o livro que “detesto” entre os quatro, pelo simples fato de ser muito Jacob na história – amo o Jacob, mas principalmente longe da Bella. Já li esse livro umas 6 vezes – realmente não sou fã dele.

Eclipse: Eclipse já foi lido umas 15 vezes, é o terceiro dos quatro livros que mais gosto. Isso sem tirar as vezes que li apenas as partes que mais gosto hahaha.

Amanhecer: Bem, esse é o segundo livro que mais gosto, crepúsculo é o meu preferido <3 Amanhecer já foi lido de diversas formas, li o livro todo na sequência, só a última parte, depois a primeira e em seguida a do meio e por aí vai. Ao todo já o li umas 20 vezes e esse ano ainda tenho que os ler novamente – eu já entendi, sou doida mesmo.



      Como Se Livrar de Um Vampiro Apaixonado



Esse livro maravilhoso conheci na biblioteca da escola e desde então todo ano eu tenho que o pegar e ler, mesmo já tendo até mesmo decorado as páginas das partes que eu mais gosto. Já faz seis anos que o pego, cada vez eu o leio ao menos três vezes – vício galera, para que cocaína se pode ter livros? Bem, dessa forma já o li umas 18 vezes – provavelmente já li mais, mas não quero me exibir sabe.



·         Sangue De Lobo



Caraca esse é um daqueles livros que você se apaixona só pelo prólogo sabe? Pois então, logo me apaixonei, não apenas por ele já ser maravilhoso, mas também por ser um desafio a ser quebrado – na sétima série não é fácil ler um livro de 518 páginas – e em menos de uma semana eu o tinha devorado e o melhor de tudo foi que no ano seguinte quando o reli já tinha esquecido quem era o assassino da história e foi como se eu tivesse lendo pela primeira vez – simplesmente mágico. Durante esses anos já o li 10 vezes.



·         Minha Vida Fora De Série



Eita pega, esse é daqueles livros que te pega de jeito sabe? Me apaixonei logo de cara e em seis horas acabava de ler os dois livros já lançados e depois recomeçava do começo, como se tudo fosse novo e a cada leitura me apaixonava ainda mais pela história e os personagens.

Minha Vida Fora De Série – 1° Temporada: Li 9 vezes.

Minha Vida Fora De Série – 2° Temporada: Li 5 vezes (pois é, gostei mais da primeira temporada)



·         A Seleção 
Eu conheci o livro A Seleção e A Elite graças a uma amiga, os li online e me vicei – obviamente -, depois de um ano e pouco finalmente lançava o terceiro livro e decidi comprar todos – jurando que voltaria a ler desde o começo, o que não deu certo e eu li o último logo, para acabar com a agonia. Na época estava fazendo uma construção em minha casa, e então estava sem net e televisão, dessa forma passei uma semana lendo e relendo os livros, acabava um e começava, e isso ocorreu durante uma semana, no fim estava enjoada dos livros, mas nem mesmo isso me impedia de o continuar lendo – www.vício.com/Aylla
A Seleção: 23 vezes aproximadamente.
A Elite: 12 vezes.
A Escolha: 15 vezes.


·         A Mediadora 



O livro A Mediadora sinceramente é meu outro xodó, já li todos os livros na mesma quantidade de vezes, pois sempre começa a saga desde o começo. Já li cada livro 8 vezes, sendo apaixonada principalmente pelo primeiro e último livro. 




Então, chegamos ao fim desse post, claro que não são apenas esses livros que já reli milhares de vezes – se vocês creem nisso estão redondamente enganados – mas sinceramente, se eu fosse falar sobre cada livro que já li mais que uma vez, seria necessária uma bíblia – exagerada, eu sei.



Beijocas.
Até.  

15/10/2017

3 Estilos Fashion de Livros/filmes/Séries


Olá maníacos do meu coração.

Vocês já pararam para notar como tem certos personagens que arrasam nas roupas? Não? Sim? Pois bem, Tia Aylla reparou  e muito, assim venho hoje com algumas pessoas que na minha opinião tem bom gosto para roupa e que claro, eu desejaria muito ter as roupas.

  • Crepúsculo
Claro que a saga que mora em meu coração não poderia ficar de fora, principalmente por possuir uma anã que é  super fashion - se falaram Alice acertaram na mosca. Alice arrasa do primeiro ao último dia. SEMPRE. Rosalie também não fica para trás e claro que não posso esquecer do lindo do Edward <3 Infelizmente a Bella fica com as roupas mais sem graça.




















Eu confesso que sonhava com esse cabelo da Alice haahaha
achava tão lindo todo repicado e virado desse jeito.
















  • Amor.com

No filme Amor.com vamos conhecer Katrina e suas roupas M-a-R-a-V-i-L-h-O-s-A-S. Vamos aos looks? 



  • Castle
Na série Castle, Alexis filha de Castle esbanja bom gosto - gente, como eu queria ter o corpo dela e as roupas dela (nem estou querendo muito não é mesmo?). Como são 8 temporadas, é possível ver Alexis crescendo e como suas roupas também foram mudando.






 
Alexis arrasa em qualquer tipo de look <3




















Então é isso beijos e ate amanhã.

16/09/2017

#AyllaTodoDia: Quem é você Alasca?



Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".

Na vida sempre faremos muitas amizades, mas tem uma amizade que nunca esquecemos. O primeiro amigo. Miles Halter é um adolescente não muito comum, mas qual adolescente é normal? A resposta é nenhum, e por essa razão Miles não poderia ser diferente, ele tem uma paixão em saber as últimas palavras dos célebres, muitas das vezes ele jamais nem leu um livro, mas é só perguntar e ele responde quais foram suas ultimas palavras. Graças a essa fissura por ultimas palavras, é que Miles decidiu ir morar no internato no Alabama, pois como dizia François Rabelais quando estava quase morrendo, ele estava à procura do seu “Grande Talvez”, ele queria uma mudança na sua vidinha normal e sem graça e então vai atrás do grande talvez, e ai que ele conhece seu primeiro amigo.

“E enquanto o chuveiro gotejava e lentamente molhava meu corpo, imaginei se encontraria ali o meu Grande Talvez ou se tinha cometido um grande erro (pág.9)”

Ao chegar ao internato logo Miles percebe algumas coisas; nada era como ele pensava e se antes sua vida era ruim, agora a palavra ruim poderia ganhar novos sentidos. Miles conhece o Chip seu colega de quarto e seu primeiro amigo de verdade, Chip é mais conhecido como General e um dos melhores armadores de trote que aquela escola poderia ter, ele só perde para uma pessoa; Alasca.

Alasca Young é uma menina, com corpo de mulher e mente de uma sábia. Ela não é considerada a melhor troteira por nada, sua personalidade forte e conturbada faz tudo se tornar mais confuso e ao mesmo tempo você não consegue tentar parar de entende - lá, até chegar a um ponto em que você simplesmente desistiu, pois tudo se torna tão complexo que sua mente não consegue acompanhar.

 “Gordo” o Coronel disse. “Porque você é magricela. Isso se chama ironia, Gordo. Já ouviu falar?”

Miles fora apelidado de gordo, um apelido dado por seus mais novos amigos, e que seria a marca dele ali naquela escola, uma das coisas que o diferenciaria.

E o quarteto foi formado;  Takumi, Chip, Miles e Alasca. Amigos que juntos eram incompatíveis, neles havia uma amizade diferente, ou de certa forma muito igual. Todos ali conheciam um pouco de cada, não era aquela amizade que todos sabiam tudo sobre todos, era aquela amizade que cada amigo te conhecia por partes, e ao juntar formava um grande quebra cabeça. Talvez esse tenha sido o erro desde começo, ninguém conhecia ninguém por inteiro, e de certa forma foi exatamente isso que faz a história ser tão viciante, todos tem segredos e sempre há mentiras a serem contas, é igual um vicio; começa com uma e depois simplesmente não sabe mais como parar.

“Eu sei que ela me perdoa, assim como eu a perdôo. As últimas palavras de Thomas Edison foram: “O outro lado é muito bonito”. Eu não sei onde fica o outro lado, mas acredito que seja em algum lugar e espero que seja bonito”
Miles ganhará mais que apenas amigos na escola nova, ele ganhará uma garota e perceberá que muitas vezes as últimas palavras poderão não ser descobertas. Nessa frase está toda uma história, a verdadeira trama de todo esse livro. Como é possível uma frase descrever um livro? Às vezes o impossível parece ser apenas o possível olhado pelos olhos dos medrosos. Esse livro é algo que você acha uma coisa e percebe que nada vai ser igual ao que você pensa se você mesma não tirar as conclusões por si própria.


Nesse livro teve uma pergunta que não me saiu da cabeça em nenhum momento. Quem era você Alasca?   
Quem era a Alasca em que aprendemos a gostar durante o livro? Seria aquela menina doce e meio louquinha ou a garota conturbada? Quem era a Alasca? E então algo me fez mudar a pergunta, e eu me vi perguntando. Quem eu sou? Durante todo o livro eu tentei descobrir quem era a Alasca, e cheguei à conclusão que não acharia a resposta, pois se nem mesmo me entendo por completa, como poderia a entender? Entender alguém criada por outra pessoa? Como seria isso possível?
O livro é pequeno, mas em poucas palavras ele soube ser complexo de uma forma sem igual. A capa é preta, e nela há os detalhes mais importantes e que será a chave para toda essa história. Na capa tem uma margarida e frases que te acompanhará durante toda essa história.




O Primeiro Amigo.
A Primeira Garota
As Últimas Palavras

A história é narrada em primeira pessoa, pela visão de Miles. Mas uma coisa que de certa forma não é de surpreender, é que a história não se foca na vida de Miles, quer dizer não necessariamente na vida dele, e sim o que ocorreu na vida dele desde que ele conheceu a Alasca e Chip.





O livro é incrível, não é o melhor, mas tem de tudo para se tornar. É complexo assim como seus personagens, te faz pensar e tentar se alto entender e te passa muitas lições, basta apenas você querer aprender com ele. Super recomendo, e devo dizer que preferi bem mais esse livro de que A Culpa é das EstrelasEspero que dêem uma chance ao livro.